CONEXÃO SANTA CATARINA – SÃO PAULO


Bruno-Kuster---Truck-Caracas-foto-Thiago-AlvaroBruno Kuster de truck driver em um dos locais mais famosos do BMX Dirt nacional. Foto: Thiago Alvaro.

 

SC-to-SP-ROAD-TOUR

No feriadão nacional que rolou do dia 10 à 12 de outubro, a galera de Santa Catarina lotou um ônibus de 42 lugares para ir a São Paulo. Bmxzeiros de 14 cidades estavam nesse role. Nomes de referencia no BMX nacional em uma mesma Trip com muitos pilotos da nova escola catarinense estavam fazendo a sua primeira trip interestadual juntos.

 

A viagem foi feita na forma de tour, o ônibus saiu na noite de sexta feira dia 9 outubro debaixo de muita chuva, alerta de enchente e previsão pessimista para a trip. O BMX catarinense é de grande importância e dono de uma fração grande no gráfico demográfico do BMX brasileiro, estar na estrada é de fato importante, principalmente eu uma trip para São Paulo.

 

Bizarrinho---turndown-foto-Thiago-AlvaroMurilo Bizarrinho tem muitas habilidades na rua, e na terra também, monstro! Foto: Thiago Alvaro.
 

A primeira parada foi logo pela manhã no Caracas Trails, e assim que chegamos em Carapicuíba quem nos recebeu de cara foi o Sol. Intimidados pelo tamanho e quantidade de rampas, aos poucos os catarinas se familiarizaram com o local e encararam o pico. Boa parte do busão era de streeteiros. Se espreguiçar depois de umas horas de viagem e pegar logo um pico como Caracas não foi fácil nem para os dirteiros mais experientes. Eduardo Arruda foi o único do Bus que passou as Big, e o Juco acabou caindo forte na ultima rampa grande de hang up de backflip.

 

Acampamento-horto-foto-Levi-LenziA Tour acampu em Limeira-SP. Foto:Levi-Lenzi.
Pista-Indaiatuba-foto-Thiago-AlvaroInvasão na pista pública de Indaiatuba. Foto:Thiago Alvaro.

 

Claudemnir-fazendo-RLRoadtrip saindo de Santa Catarina sem o William acho que não rola. Foto: Giga.
 
Torrados do sol, partimos em direção a Arena Radical em São Paulo. A ideia era usar a estrutura do local para tomar um banho e recarregar as energias da galera. Afinal, pela frente ainda tínhamos o Corujão em São Bernardo. A ideia era boa, mas não dava pra deixar a oportunidade de aproveitar aquele espaço passar batida. O pico tinha role pra todo mundo com mini ramps de vários tamanhos, mesas de dirt, caixotes e um corrimão flat chamando os grinds. Poucos descansaram, a galera fritou e aproveitou tudo que deu, ainda trombamos os manos do Rio de Janeiro, colocamos eles na surdina pra dentro do bus e levamos pro corujão.
 

Giga---X-up-foto-Thiago-AlvaroGiga, uma das cabeças pensantes do BMX catarinense, tá aí uma imagem que não se vê sempre! Irado! Foto:Thiago Alvaro.
 
Chegamos em SBC lá pelas 23 horas e a maioria de nós já percebia que o cansaço estava vencendo. Pessoal dirteiro já estava ansioso pelo role do dia seguinte no Horto Trails de Limeira, interior de São Paulo, e pra descansar só tinha o piso da parte externa da pista. Ficou combinado de aproveitar o corujão até as 3 da manha e se reencontrar no ônibus para seguir viagem. O role em SBC foi difícil, a pista estava muito crowd pra colocar as manobras mais técnicas nas linhas e para registrar imagens. O role em Berno foi um pouco frustrante pra galera do street que sabia que em Limeira seria um dia todo só na terra, mas o pessoal enxergou o lado positivo de poder conhecer e até participar em um evento tão único em uma pista que muitos só sonham em conhecer.
 

Biza-01-foto-Giga-BytesBizarrinho em Berno. Foto:Giga.
Leo-Muller---270-truck---indaiatuba-foto-Giga-BytesLeo Muller em Indaiatuba. Foto:Giga.

 
Destruídos e acabados, já de manhãzinha partimos para o Horto Trails. Ao chegar armamos as barracas para descansar um pouco, novamente falhamos, pois a vontade de andar nos trails foi maior. Aos poucos nos familiarizamos com as rampas e começamos a fluir nas linhas. Eduardo Arruda descobriu um transfer para as rampas grandes transferindo de uma mesa pro hip, Abobadinho e Bizarrinho foram na bota e fluíram bonito nas rampas grandes. Após o role rolou uma festa bem style com todos que estavam no local, banda tocando, carne assando e roda de conversa.
 
Trial-Hang-Over---indaiatubaTrial representando durante o role pelo interior de São Paulo. Foto:Giga.
 

 

Amanhece segunda feria, levantamos acampamento e partimos rumo à Indaiatuba, mais cansados impossível, chegando lá novamente nos impressionamos com a estrutura da pista, área de street, mini ramp, vert…
 
Foram poucos que conseguiram vencer o cansaço e o sol que estava fritando e refletindo no chão da pista, o role foi de aproximadamente 1 hora pois logo tínhamos que desmontar as bikes, organiza-las no bagageiro do Bus e enfrentar mais 12 horas de viagem até nossas casas.

 
 
 
 

A trip foi incrível e de grande importância pro cenário do BMX Catarinense.Todos devemos muito ao organizador e idealizador da trip Gaia e sua esposa. O Gaia vem somando na cena faz tempo, o cara tem uma pista atrás de seu estúdio de tatuagem em Rio do Sul e acompanhou o busão durante a trip toda de carro!
 

Texto por Thiago Alvaro/Giga Bytes/Lucas Liebl.

} else {}